Até que Ele venha... Prosseguiremos Proclamando o Evangelho - Texto Bíblico: 1 Ts 1 2

Até que Ele venha… Prosseguiremos Proclamando o Evangelho – Texto Bíblico: 1 Ts 1

O Reino de Deus é uma perspectiva profunda. No seu aspecto temporal, a teologia nos leva à uma espécie de Teologia da Esperança, onde o Reino de Deus e sua dinâmica nos faz refletir sobre uma tensão entre o “ontem” (passado) e o “hoje” (presente); e outra tensão entre o “já” (presente” e o “ainda não” (futuro).

No dizer de John Stott – uma conexão: 1) entre o que é histórico e contemporâneo; 2) entre o contemporâneo e o escatológico. JESUS CONSOLIDA TUDO! Em Cristo Jesus e através dele o “ontem”, o “hoje”, o “já” e o “ainda não” – passado, presente e futuro – se conciliam em uma criativa relação: OS CRISTÃOS VIVEM NO PRESENTE, MAS O FAZEM EM GRATIDÃO AO PASSADO E NAEXPECTATIVADO FUTURO! Precisamos ter uma visão equilibrada dessas questões. É necessário ter moderação e equilíbrio e não cair no erro de super enfatizar algum aspecto em detrimento do outro. Uma perspectiva equilibrada entre passado e presente, presente e futuro será de muita ajuda:

a) Para consolidar harmonia à comunidade de fé, reforçando seu senso de propósito;

b) Questionar nossas cosmovisões e práticas, se têm sido coerentes com esses equilíbrios:

– Uma igreja fixada ao passado poderá ser extremamente saudosista e triste

– Uma igreja fixada no presente será neurótica e imediatista

– Uma igreja fixada no futuro poderá se perder no ostracismo da inércia.

Havia na época do Novo Testamento uma comunidade de fé que já experimentava aspectos dessa tensão – OS TESSALONICENSES.

A igreja de Tessalônica era muito nova, havendo sido estabelecida apenas dois ou três anos antes dessa carta ter sido escrita. Eram cristãos que precisavam amadurecer a sua fé e que não estavam sabendo se posicionar diante da perspectiva da Vinda de Jesus. Em tese, de forma bem simples, a dúvida era: Até
Jesus voltar, o que devemos fazer?

Vamos aprender com os ensinamentos de Paulo, de forma prática, o que devemos continuar fazendo até a volta de Jesus. Nesse momento, tomemos o exemplo deles e vamos refletir, hoje, que:

Até que Ele venha… Prosseguiremos Proclamando o Evangelho. Paulo inicia sua carta aos tessalonicenses listando cinco características da igreja em Tessalônica, dignas de serem
observadas e imitadas:

1) É uma igreja ATIVA – a expressão vibrante e equilibrada de cristianismo por parte dos tessalonicenses dava a Paulo constante motivo para louvar e agradecer a Deus por Eles (1.2,3)a. É uma igreja cuja operosidade é digna de menção e gratidão (v.2) – “Sempre damos graças a Deus por todos vocês,
mencionando-os em nossas orações.”
b. É uma igreja cuja FÉ produzira RESULTADOS TANGÍVEIS (v.3a) – “o trabalho que resulta da fé”
c. É uma igreja cujo AMOR produzira TRABALHO DILIGENTE (v.3b) – “o esforço motivado pelo amor”
d. É uma igreja cuja ESPERANÇA produzira PERSEVERANÇAFIRME (v. 3c) – “a perseverança proveniente da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo”.

2) É uma igreja ELEITA (1.4) – Eles foram escolhidos pelo próprio Deus

3) É uma igreja EXEMPLAR (1.5-7)
a. Tinha sofrido a forte influência de Paulo (5,6)
i. Sua pregação é ungida pelo Espírito Santo (1.5)
ii. Seu estilo pessoal de vida (cosmovisão), que é ungida pelo Espírito Santo (1.6)
b. Se tornaram um EXEMPLO/MODELO (7) – eles são um modelo para todos os crentes na Grécia

4) É uma igreja EVANGELISTA (1.8) – a fé deles em Deus se tornou conhecida por toda a parte.

5) É uma igreja em EXPECTATIVA (1.9,10) – eles anelam pela volta de Jesus nos céus

Que a IEB, Até que Ele venha… prossiga proclamando o Evangelho, sendo uma igreja ATIVA; Agindo como ELEITA de Deus, digna da vocação ao qual o Senhor a chamou; EXEMPLO no campo missionário; EVANGELISTA, levando a todos um evangelho puro e genuíno, que contemple o homem como um
todo e que viva à luz da EXPECTATIVA– AVOLTADE JESUS.

Em outras palavras, parafraseando o Tema da Nossa Campanha de Missões Nacionais 2019 é Minha Razão de Viver: Multiplicar. Por isso, quero desafiá-lo a Multiplicar: Oração… Discípulos… Igrejas… Líderes… Compaixão e Graça.

Adaptado pelo Pr Josué Peixoto

%d blogueiros gostam disto: