IEBJP

PELA FÉ!

PELA FÉ!

Amados irmãos, Graça e Paz.

Se vocês anseiam viver uma experiência cristã vitoriosa, saibam que, ela só poderá ocorrer se houver uma fé: sacrificial, devocional, operante e inabalavelmente obediente. Aquele filho de Deus cujos olhos foram abertos para ver a plenitude que há em Jesus para ele e em cujo coração existe fome em se apropriar dessa plenitude, precisará saber o significado e o funcionamento da Fé, para que as trevas do desespero não encontrem espaço algum em sua alma.

É possível que muitos hoje em dia tenham uma ideia equivocada sobre a fé, entendendo-a como um exercício religioso ou uma disposição interior e gracioso do coração, ou ainda, como uma espécie de “passaporte” ao favor de Deus ou algum tipo de moeda para obter-Lhe os dons espirituais. Muitos oram pedindo por mais fé e, por não conseguirem enxergar triunfo nas dificuldades e nas circunstâncias muitas vezes adversas da vida, julgam não a ter alcançado.

Ora, quando você consegue ver alguma coisa é porque você tem vista; quando você crê em alguma coisa, saiba, que você tem fé! Pois assim como a visão é a capacidade discernida de enxergar, a fé é a capacidade de crer. E assim como ela é, do mesmo modo, a única coisa necessária a respeito da fé é que creiais na coisa COMO ELA É. Neste sentido, a virtude verdadeira não está na sua crença, mas, sobretudo, naquilo que você crê. Se você crê na verdade, você é salvo; se você crer na mentira, estará perdido. O ato de crer, em ambos os casos é o mesmo; as coisas cridas são diametralmente opostas, e isto é o que faz a grande diferença. Você tem salvação não porque sua fé te salva, mas porque ela te liga ao SALVADOR que salva; e sua fé outra coisa não é senão o ELO.

É preciso termos mais atenção à simplicidade do Evangelho, que passa por um reconhecimento da simplicidade da Fé, ou seja, ela nada mais é do que simplesmente crer em Deus, quando Ele diz que fez ou fará alguma coisa por nós; e então CONFIAR que ele cumpre a Sua palavra. É tão simples que se torna difícil de explicar. Se alguém perguntasse para mim o que significa confiar em um outro para realizar um trabalho certo para mim, eu só poderia responder que significa entregar o trabalho a esse outro e deixá-lo, SEM ANSIEDADE, em suas mãos. Temos feito isso constantemente: confiando importantes negócios às pessoas que trabalham para nós; confiando na guarda de nossos filhos às babás que contratamos; confiando nossa saúde aos médicos que cuidam de nós; confiando nosso bem-estar aos cozinheiros dos restaurantes. Se confiamos nessas pessoas e sem ansiedade entregamos aspectos de nossas vidas para que elas tratem, porque deveríamos hesitar em entregar plenamente nossa vida ao Senhor, nos desculpando a nós mesmos nos queixumes de nossa ansiedade, murmuração e ceticismo?

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos. Pois foi por meio dela que os antigos receberam bom testemunho. Pela fé entendemos que o universo foi formado pela palavra de Deus, de modo que o que se vê não foi feito do que é visível. (Hb 11:1-3)

Os Heróis da Fé nos dão grades exemplos: ABEL– O testemunho da Fé Sacrificial que vence o tempo (Hb 11.4); ENOQUE – A Fé Devocional que nos aproxima de Deus na caminhada da vida (Hb 11.5); NOÉ – A Fé operante demonstrada no trabalho diligente (Hb 11.7) e ABRAÃO – A Fé demonstrada em sua obediência inabalável (Hb 11.8).

Como sempre tenho dito: CRER – ENTREGAR – CONFIAR – DESCANSAR.

“Mas o meu justo viverá pela fé. E, se retroceder, não me agradarei dele”. (Hb 10.38)

Sim, é pela Fé…
Oro para que sejam edificados.

Shalom Adonai,
Haydene Cassé da Silva, Pr.

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: