CRIANÇA É COISA SÉRIA!                                 reedição da pastoral de  09/10/2011 2

CRIANÇA É COISA SÉRIA! reedição da pastoral de 09/10/2011

Criar filhos nos dias de hoje não é brincadeira, por isso não podemos deixar de conhecer e praticar tudo o que a Palavra do Senhor ensina sobre o assunto. Há uma passagem Bíblica que nos adverte sobre esse perigo de negligência: “Depois que toda aquela geração foi reunida a seus antepassados, surgiu uma nova geração que não conhecia o SENHOR e o que ele havia feito por Israel.” (Juízes 2:10-NVI). A questão aqui é: Por que aquela nova geração não conheceu ao Senhor? Certamente porque a antiga geração foi infiel no ensino.

Queridos, eu não podia, também, perder a oportunidade de compartilhar nessa pastoral a excelente meditação sobre criança, baseada no Salmo 25, do Dr. Russel Shedd. É de suma importância que nós levemos a sério esses conselhos para não colhermos frutos amargos mais tarde. Nesse texto Dr. Shedd traça algumas característica da geração passada e em seguida orienta com base no salmo 25. A criança hoje – O que fazer? VEJAMOS…

>> CARACTERÍSTICAS DA GERAÇÃO PASSADA:

1 – Culto doméstico – leitura de um capítulo, oração de todos antes do café e de começar o dia.

2 – Corinhos – aprendidos e cantados juntos.

3 – Cinema e teatro inspiravam medo de contaminação espiritual. Os valores de Hollywood não eram os valores que nossos pais queriam passar para nós. Procure inculcar um temor de Deus ao ouvir e ver as mensagens da mídia.

4 – Disciplina corretiva – (Pv. 22.6). Tanto na escola como em casa, as crianças eram ensinadas a respeitar os adultos e a obedecer aos pais e aos professores.

5 – Tarefas domésticas – não havia temor de que tarefas físicas perturbariam as emoções ou produziriam algum trauma.

6 – O tempo é precioso – não desperdice.

7 – A escola bíblica é tão importante ou mais ainda que escola secular.

>> A CRIANÇA HOJE – O QUE FAZER?

1 – Poucos participam do culto doméstico.

2 – Menos ainda cantam hinos e corinhos.

3 – Pouquíssimos aprendem versículos para firmar sua fé e poder testemunhar de Cristo.

4 – Em ralação a EBD e ao culto na Igreja melhora um pouco. Aprendem alguma coisa da Bíblia, especialmente as histórias interessantes do Antigo Testamento.

5 – Hoje, Hollywood ficou domesticada. Como cão bravo que não inspira medo algum para os que moram junto com ele.

6 – A maioria dos valores que as crianças recebem são do mundo: liberdade para escolher o entretenimento e outras coisas.

7 – Esportes: Isso é realmente importante na mente da criança, em contraste com Deus e a vontade dele.

8 – Na medida que as crianças crescem, começam a comparar-se entre si. Não querem ser diferentes dos colegas, sujeitos a deboche. A autoestima é prioridade.

9 – Chegando a adolescência querem experimentar o sexo e aprender os segredos dos amigos que estão dispostos a se gabar do que sabem e de suas “experiências”. Têm uma visão distorcida do sexo.

10 – A TV e a internet tornam-se fontes de lazer. Poucos têm receio de deixar a criança à vontade com estas janelas abertas para o mundo secular.

11- A Escola ficou mais importante que nunca, por meio de boas notas e conhecimentos científicos, históricos e línguas as crianças tornam-se mais importantes a seus próprios olhos e para os pais.

12 – Onde fica Deus, a pessoa de Cristo, a Bíblia e a consciência cristã? Onde fica a centralidade de Deus para as decisões?

O QUE FAZER? Conselhos de Davi no Salmo 25 – Passos na procura pela direção divina.

I. Dedicar-se à Oração sobre a vida e carreira dos filhos e alunos da EBD – v. 1,2 .
Oração pela orientação de Deus.
* Salmo 25:4 “Mostra-me, Senhor, os teus caminhos”
* Verso 5,6: “guia-me com a tua verdade e ensina-me, pois tu és meu Deus…”
E assim, o salmista prossegue mostrando sua atitude de busca pela direção de Deus. É importante seguirmos estes sábios conselhos para desfrutarmos das bênçãos prometidas nessa área tão importante da vida. A criação dos filhos.

II. As bênçãos prometidas para os que seguem a orientação de Deus
v. 12-14 “Quem é o homem que teme ao Senhor? Ele o instruirá no caminho que deve seguir. Viverá a prosperidade, e os seus descendentes herdarão a terra. O Senhor confia os seus segredos aos que o temem, e os leva a conhecer a sua aliança.”

CONCLUSÃO

Nenhuma preocupação gera uma ansiedade tão intensa como a questão da direção Divina. Nenhum cristão comprometido com o Senhorio de Cristo pode dispensar a procura pela vontade de Deus. (Ef.5:17). Portanto, saber que Deus nos chamou para ordenar a casa e ser sacerdote no lar, nos qualifica para sermos receptores de suas bênçãos. Vamos lá!!!

Pr. Paulo Paulino
%d blogueiros gostam disto: