Cristo Vive; Há esperança! - continuação da Pastoral do Domingo passado...

Cristo Vive; Há esperança! – continuação da Pastoral do Domingo passado…

2ª) Precisamos confiar Nele, sem restrições – Bilhões de seres humanos que viveram neste planeta, viveram na dependência de certas esperanças que acabaram por falecer antes ou no exato dia da sua morte. Alguns depositaram a sua esperança no dinheiro e no sistema econômico e testemunharam a desvalorização e o aniquilamento de sua esperança. Outros depositaram a sua esperança em seu relacionamento com determinadas pessoas e contemplaram a decepção traiçoeira de sua esperança. Outros ainda, depositaram a sua esperança em alguma ideologia, filosofia, ou prática religiosa, e assistiram frustrados a demolição de suas esperanças. Por fim, outros apostaram todas as suas esperanças nos últimos avanços da ciência e da própria medicina, contudo, apesar de viverem mais alguns anos, meses, ou dias, foram sepultados junto com a sua esperança. De que nos vale uma esperança que, apesar de ser a última a morrer, também morre? Onde o ser humano encontrará uma esperança que não morra?

3ª) Ele nos Empodera para vivermos esta Esperança – O Espírito Santo dos dá poder para vivermos esta Esperança! Não e algo que flu naturalmente de nós mesmos, muitas vezes estamos tão desanimados, desesperançosos, sem forças – precisamos de alguém mais forte que a nossa tristeza, dor e inércia naturais: Jesus Cristo! O Espírito Santo ilumina Cristo em nós, a “Esperança da Glória”!

Prepare o seu coração, encha-se da convicção de que Cristo Vive – Há Esperança! Cristo Vive, Há Esperança:

Para o mundo Perdido;
Para a Família;
Para a minha vida;
Para a Igreja;
Para as Nações;
A Ressurreição de Jesus, a base da nossa Esperança;
Com Esperança e Santificação, aguardamos a Sua volta !

Reflita: se estamos sem esperança, perdemos algo fundamental para sermos criaturas segundo a imagem de Deus. Sem ela perdemos a qualidade de sermos seres humanos; nos degradamos a viver sem o espírito, chegando a viver mais como um simples animal que tenta sobreviver, ou uma máquina que trabalha sem sentir propósito, significado ou alegria em viver. A falta de esperança literalmente se traduz em desespero. O desespero profundo facilmente passa para a morte emocional, que por sua vez pode caminhar na direção da morte física ou até mesmo do suicídio.

Vamos juntos trilharmos esse maravilhoso caminho! No demais, Shalom! Que o Deus de Esperança te encha de Alegria e Paz.

Haydene Cassé da Silva, Pr.