arrow_drop_down
Pastoral: Ressurgir é Bom; Ressurgir é Ser Bom!

Pastoral: Ressurgir é Bom; Ressurgir é Ser Bom!

Gálatas 5:22,23: Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.

Durante sua obra criativa, Deus fazia admiráveis pausas nas quais refletia sobre o que fizera. Diz a Bíblia que Ele classificou cada obra sua como boa. O resultado de Sua ação lhe proporcionava uma satisfação estética.

Por isso, A vida cristã é aquela vivida no Espírito Santo. Na verdade, a vida cristã só é possível no Espírito. Fora dEle, nossa vida é como a de qualquer pessoa.



A BONDADE DE DEUS

Salmos 33:5: “Ele ama a justiça e a retidão; a terra está cheia da bondade do Senhor.”

O Salmo 33.5 diz que a terra está cheia da bondade de Deus. Esta bondade está presente na Sua criação.

O universo reflete a bondade de Deus.

O ser humano reflete a bondade de Deus.

A BONDADE HUMANA - O apóstolo Paulo apresenta três sinônimos para fruto do Espírito que guardam relação muito próxima entre si. São elas: amor, benignidade e bondade. O amor é um sentimento a ser aprendido e que se caracteriza pela entrega incondicional sem espera pelo troco.

A benignidade é a qualidade que uma pessoa tem de fazer com que os outros se sintam à vontade em sua presença; tem a ver, portanto, com empatia e simpatia.
A bondade é uma virtude interior que inunda todas as ações. A mais perfeita ilustração bíblica para a bondade é a parábola contada por Jesus acerca de um homem caído, na Parábola do Bom Samaritano (Lucas 10: 25-37).


A MATRIZ DE NOSSA BONDADE

Pelo Espírito Santo, podemos produzir bondade, embora não sejamos bons.  

1. Produzimos bondade quando reconhecemos a bondade de Deus

2. Produzimos bondade quando reconhecemos que a bondade Deus

3. Produzimos bondade quando deixamos de nos considerar os crentes-padrões.

4. Produzimos bondade quando temos interesse em perfumar a terra com ela.

Aqueles que vivem pelo Espírito devem encher a terra de bondade, de modo que o mundo veja a bondade de Deus.